• Your Solutions

11 formas de conhecer a Suíça de um jeito sustentável; veja fotos

Com uma das malhas ferroviárias mais extensas da Europa, navios a motor com pouca emissão de CO2, teleféricos e barcos movidos por energia solar, ônibus recarregáveis com energia hidrelétrica e destinos que só podem ser acessados a pé ou por barco, a Suíça é o paraíso dos transportes públicos sustentáveis.


Você sabia que só pedestres e bicicletas são mais ecológicos que trens? Que um carro elétrico produz 13 vezes mais CO2 do que uma linha férrea? E que o transporte na linha férrea contribui somente com 0,2% do total de emissões de CO2 de todo o tráfego? É por essas e outras razões que o transporte público suíço permite viajar tranquilamente e de maneira ecológica.


Há muitas formas de vivenciar uma viagem sustentável pela Suíça. Escolha a sua preferida e prepare o roteiro:


1. SBB: O maior fornecedor de mobilidade sustentável da Suíça

Maior empresa de transportes do país, a Swiss Federal Railways gera 90% da eletricidade para seus trens de fonte hidroelétrica. Em termos de emissão de CO2, a energia para estações, escritórios e fábricas da empresa já é 100% neutra. Até 2025, está previsto que toda a eletricidade seja produzida a partir de fontes renováveis. Com o programa “onda verde”, que mantém os maquinistas constantemente informados, para que possam evitar paradas não planejadas em sinais de parada e conduzir de maneira mais ecológica


2. Linha férrea Rhaetian: no caminho certo com energia hidrelétrica.

Desde 2013, a linha férrea Rhaetian utiliza 100% de energia hidroelétrica para as suas locomotivas e propriedades.



3. MS Diamant – um passeio no Lago Lucerna, sem agredir o meio ambiente

O primeiro barco de serviço regular da Suíça, neutro do ponto de vista ambiental. O navio tem serviços regulares de transporte e restaurante e é alimentado por propulsão híbrida, o que leva a um consumo de combustível significativamente mais baixo e, consequentemente, menor emissão de CO2.



4. Solar Catamaran MobiCat: energia solar à vista

Movido à energia solar, o MobiCat é um barco único que desliza silenciosamente pelas águas do Lago Biel e oferece aos passageiros vistas panorâmicas com um saldo energético positivo: desde sua construção em 2001 até os dias de hoje, já transportou mais de 40 mil pessoas com energia solar.


5. Solar Cableway Staubern: com energia solar em direção ao Alpstein

Além de todos os transportes que mostramos até aqui, a Suíça também é dona do primeiro teleférico movido a bateria de energia solar no mundo. O teleférico pode ser conferido em um passeio pelo topo da montanha e uma vista deslumbrante do Lago de Constança.


6. E-PostBus: Uma experiência sustentável em Interlaken

O PostBus usa apenas energias renováveis, recorrendo à energia hidroelétrica, um recurso natural. Outro benefício: os e-buses geram menos ruído. O PostBus está disponível na região montanhosa de Interlaken.


7. "Funi": uma maravilha da engenharia

O "Funi" (abreviatura de "funicular") é a última via férrea funicular movida à água que restou na Suíça e fica a alguns minutos a pé da estação ferroviária de Friburgo. Essa linha férrea nostálgica opera desde 1899 - completamente sem eletricidade ou fumaça de escapamento.


8. Um passeio por Zermatt sem carros

Cercado pela Matterhorn - montanha mais conhecida dos Alpes - por encantadores chalés e luxuosos hotéis, o vilarejo de Zermatt só é acessível por trem ou a pé.


9. Gornergrat Railway – Você gera energia no caminho de volta

Os trens da linha férrea Gornergrat estão equipados com frenagem regenerativa. Graças a esse sistema de frenagem especial, a energia motriz do trem é convertida em energia elétrica. Durante o trajeto de volta ao vale, essa energia é retroalimentada para o sistema pelos cabos aéreos e pode ser usada para alimentar outros trens no trajeto pelas montanhas.


10. Quinten – um pedaço de natureza intocada sem carros

O vilarejo de Quinten só pode ser alcançado a pé ou por barco. Uvas, figos, kiwis e outras frutas tropicais se dão muito bem nesse clima ameno, dando ao lugarejo um ar mediterrâneo.


11. Schynige Platte - o jardim botânico de espécies nativas e conservação

O primeiro de poucos em toda a região dos Alpes, o Jardim Botânico Schynige Platte dispõe de mais de 700 espécies de plantas nativas dos alpes suíços que crescem em seus habitats naturais. Um local dedicado à pesquisa científica e à conservação da natureza a 1.967 metros acima do nível do mar.


Fonte: Panrotas

2 visualizações0 comentário